compartilhefacebooktwittergoogle
 destaqueoutras

Carta Aberta à Ministra da Cultura Marta Suplicy

Pedindo que o Ministério da Cultura suspenda imediatamente o patrocínio à peça blasfema "Jesus Cristo Superstar"

banner
0

Exma Sra.
Da. Marta Suplicy
DD. Ministra da Cultura

Senhora Ministra,

É na qualidade de cristão e contribuinte que lhe escrevo.

Durante dias e dias aguardei seu pronunciamento sobre o patrocínio do seu Ministério para a peça blasfema, que agride a Fé de milhões de cristãos no Brasil: Jesus Cristo Superstar.

  • Manifestei minha repulsa ao diabólico espetáculo, assinando a Petição www.defendojesus.com.br
  • Manifestei minha indignação por ver a figura sagrada de Nosso Senhor Jesus Cristo enxovalhada na peça blasfema que estreou no dia 14 de março.
  • Manifestei meu desacordo total de que parte do meu dinheiro - como contribuinte - fosse utilizado em patrocínios espúrios, que ofendem a Fé da maioria do povo brasileiro, violando claramente dispositivo constitucional e legislação complementar.
  • Manifestei minha perplexidade diante do cínico argumento atribuído a V. Sa. de que o Estado é laico. E afirmei que isso não lhe dava (ao Estado) o direito de atacar a Fé de quem quer que seja.
  • Manifestei minha estranheza pelo fato de nenhum político, mesmo os que se dizem representantes de bancadas religiosas, ter se manifestado em defesa de Jesus Cristo.

Exceto um caso, o do Vereador Mario Hildenbrandt, autor da Moção Nº 37/14, de repúdio à peça, que foi recentemente aprovada pela Câmara Municipal de Blumenau (Santa Catarina).

Num país com mais de 5.500 municípios, ele foi o único político que se manifestou (caso você saiba de mais algum, por favor, nos informe através do email atendimento@adf.org.br).

  • Manifestei minha preocupação por não ouvir a voz de autoridades eclesiásticas em defesa da honra do Salvador. Nem daqueles religiosos que se transformaram em "celebridades artísticas" e que sempre se apressam em aparecer na mídia.
  • Manifestei minha decepção ao presidente da GOL, por sua renomada companhia aérea apoiar tão infame espetáculo.

E esperei...

Esperei em vão por uma atitude elevada de V.Sa. que, em respeito ao apelo de mais de 40.000 contribuintes brasileiros suspenderia o patrocínio a essa blasfêmia.

Esperei em vão pela reação de muitos políticos que - tomando conhecimento pela Imprensa, que divulgou largamente o fato - se manifestassem contra esse pecado (mas eu vou me lembrar disso na hora de decidir meu voto!).

Esperei em vão que o meu apoio, assinando a Petição, encorajasse a Prelados e Autoridades religiosas, a se levantarem em defesa de Nosso Senhor Jesus Cristo, como faziam os primeiros cristãos, mesmo à custa da própria vida.

Esperei em vão que a Imprensa religiosa, jornalistas cristãos e conscientes de sua responsabilidade e influência junto a Opinião Pública, aderisse a essa defesa da Fé.

Esperei, esperei, esperei... E nada!

Cristo está sozinho!

Em plena Quaresma vilipendiam seu Nome.

Aqueles que deveriam defendê-Lo fogem e se escondem covardemente atrás do silêncio e da omissão.

E a senhora, Ministra?

Como Pôncio Pilatos, lavou suas mãos, colocando toda a responsabilidade numa comissão (de não se sabe quem) que "julgou a peça adequada" para ser apresentada e contar com os patrocínios governamentais.

"O espetáculo Jesus Cristo Superstar tem sido aclamado mundialmente pela sua qualidade. Observamos respeito à diversidade religiosa num país cujo Estado é laico. A proposta foi avaliada tecnicamente, como outras, aprovada pela Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), composta por representantes de artistas, empresários, sociedade civil e do Estado, o que nos pareceu adequado"

(Declaração dada pela assessoria de imprensa do Ministério da Cultura ao Jornal O Globo, em 27 de fevereiro de 2014)

Uma comissão de 6, 8 ou 10 pessoas, que zombou do apelo de mais de 40.000 cristãos e impôs, ditatorialmente, que essa blasfêmia deveria ser aprovada pelo Ministério da Cultura e contar com patrocínio governamental.

Assino esta carta para proclamar a minha inconformidade!

Para ser fiel Àquele que verteu seu sangue por mim!

Assino para não ser omisso, como um Nicodemus do século 21, e pedir a Jesus que tome essa minha pequena ação como a ajuda que lhe deu o Cirineu, na hora em que Ele, sozinho, carregava sua cruz a caminho do Calvário para me salvar.

Nunca é tarde para se arrepender Sra. Marta Suplicy.

Nunca é tarde para reparar um pecado.

Eu rezarei para que o sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, que também foi derramado pela senhora, toque sua alma.

Atenciosamente,

##NOME##



*Você receberá um e-mail para confirmar sua assinatura. Verifique a pasta de SPAM. Somente após sua confirmação seu nome aparecerá ou não - segundo sua escolha - na lista dos que subscrevem a presente Carta Aberta.

Quero que meu nome apareça na lista abaixo.
Prefiro que meu nome não apareça.

baixo
cima

0 pessoas já assinaram a Carta:

Veja aqui os comentários sobre a Carta Aberta à Ministra da Cultura Marta Suplicy
cima

Divulgue esta carta aberta aos seus amigos:

Apenas com a sua ajuda conseguiremos mais assinaturas. Envie agora esta página aos seus amigos, pelos meios abaixo:

google
baixo
 
Fale conoscoCampanha promovida pela Associação Devotos de Fátima